17.5.09

_ resolução (revolução + solução)

A sociedade falhou em me tolerar
E eu falhei em tolerar a sociedade
Num mundo onde sobriedade é alienação
A vitória tem o nome de revolução

O povo se mantém cego por opção
Perpetuando o desejo da adoração
Depositando suas esperanças gananciosas
No que se tornou a noção de moralidade

A utopia nunca virá a se realizar
Pois a deficiência vem do coração
Minha confusão tornou-se ódio
A solução só pode ser a revolução

Não questionem a razão dessa revolta
Abram os olhos e enxerguem a sua volta
Um homem é tão impotente quanto parece
Mas unidos podemos fazer história

As lágrimas do mundo não param de cair
Mas tomaremos o poder em nossas mãos
Se algum dia nos lembrarmos que
A essência da revolta é a compaixão

Nada muda se o cego guia o cego
E não depositemos fé em homens do clero
Desafiem a elite, corrompam o sistema
'Pois a verdade vos libertará'

Um comentário:

Igor disse...

Belo poema, mas não acredito nos movimentos de vanguarda...!